A importante reflexão de Murray: «Senti que tinha de defender as mulheres»

Por Nuno Chaves - Julho 31, 2022
murray

Andy Murray está de regresso na semana que se segue para disputar o ATP 500 de Washington e, na antevisão, aproveitou para falar de alguns temas importantes.

O antigo número um mundial sempre teve um papel ativo na luta pela igualdade no ténis e, em conferência de imprensa, explicou o porquê de assumir esta função.

“Não penso que todos os atletas tenham necessariamente o mesmo papel de falar em público de tudo. Há certos temas que foram importantes para mim ao longo da minha carreira. Senti, pessoalmente, que queria defender as mulheres”, admitiu, antes de explicar o porquê.

“Isso começou desde que trabalhei com a Mauresmo. Antes só pensava sobre a minha própria carreira e centrava-me no meu ténis mas quando comecei a trabalhar com ela, vi como a tratavam. Então comecei a fazer perguntas à minha mãe. Ela foi treinadora de ténis num mundo dominado por homens durante toda a sua vida”, explicou.

“Perguntei-lhe sobre alguns dos desafios que tinha de enfrentar. Comecei a receber perguntas dos meios de comunicação sobre isso, algo que não tinha acontecido no passado com outros treinadores. Comecei a ver que talvez houvesse um problema ali e tinha de falar sobre isso. Desde então, sempre senti o feito das mulheres e homens competirem juntos nos eventos mais importantes é único no mundo”, concluiu.

Nuno Chaves
Jornalista na TVI; Licenciado em Ciências da Comunicação na UAL; Ténis sempre, mas sempre em primeiro lugar.