Azarenka: «Acredito na ciência. Jogamos um desporto global e temos de respeitar os países»

Por José Morgado - Janeiro 19, 2022

Victoria Azarenka, membro do Players Council do WTA Tour e uma das jogadoras mais vocais na defesa dos direitos das tenistas e dos assuntos mais polémicos do ténis mundial, defendeu esta quarta-feira, em Melbourne, que os tenistas devem ser responsáveis e tomar a vacina para evitar que situações como as que aconteceram recentemente no Australian Open se repitam.

“O meu ponto de visto em relação à vacinação é muito claro. Eu acredito na ciência, vacinei-me e defendo que todos o façam. Não quero impor as minhas crenças nos outros, mas o ténis é um desporto global, onde os jogadores circulam entre países todas as semanas e temos de respeitar as regras dos diferentes países”, alertou a antiga número um do Mundo, que teve covid-19 em novembro e acredita que os seus pais — doentes de risco — passaram pela covid sem problemas pelo facto de já estarem vacinados.

A bielorrussa comentou ainda o assunto das deportações e acredita que ninguém ficou bem na fotografia. “A situação devia ter sido resolvida com antecedência, sem que se deixasse chegar ao ponto que chegou. Ninguém ficou bem na fotografia. Não devia ter havido uma zona cinzenta na lei, porque era óbvio que alguém iria tentar aproveitar. Neste tipo de coisas, é melhor ser tudo preto ou branco”.

Vika falou ainda do caso Peng Shuai. “Continuamos a ter pouca informação, mas aquilo que continuamos a prometer é que estamos a fazer de tudo para garantir que ela está segura. Esperemos chegar pessoalmente à fala com ela o mais rapidamente possível”.

https:\/\/bolamarela.pt//bolamarela.pt//bolamarela.pt/cuidado-com-elas-badosa-e-azarenka-jogam-muito-e-arrasam-rumo-a-3-a-ronda-do-australian-open/

  • Categorias:
  • WTA
José Morgado
Jornalista do Jornal Record e Comentador Sport TV. Ténis 24/7.