Bia Maia quebra jejum de quase cinco anos e conquista terceiro título WTA da carreira

Por Bola Amarela - Janeiro 15, 2022

Há melhor maneira de preparar a participação num Grand Slam do que com um título? Bia Maia certamente diz que não! É que a número um brasileira tem motivos para sorrir e estar confiante para o Australian Open, depois de quebrar um jejum de quase cinco anos e conquistar o terceiro título WTA na carreira.

No importante WTA 500 de Sydney, a 88.ª classificada de singulares juntou-se a Anna Danilina (338.ª) para sair por cima do torneio de pares, batendo na final a dupla formada por Vivian Heisen Panna Udvardy, com os parciais 4-6, 7-5 e 10-8. Maia e Danilina ainda viram uma vantagem de 9-2 transformar-se em 9-8, mas aguentaram os nervos e fecharam mesmo o encontro para selarem o troféu.

Maia e Danilina bateram, a caminho do título, tanto as segundas (Shuko Ayoma e Ena Shibahara) como as terceiras cabeças-de-série (Gabriela Dabrowski e Giulana Olmos), sendo que para a brasileira se trata, então, do regresso à glória no WTA Tour. A esquerdina havia conquistado o troféu de Bogotá em 2017 (e também em 2015), tendo sido nesse ano que alcançou a única final de singulares, então em Seoul.

  • Categorias:
  • WTA
Bola Amarela