Campeonato Nacional Absoluto já arrancou e os quadros principais já são conhecidos

Por José Morgado - Novembro 5, 2018
joao-monteiro

Realizou-se, hoje, no Clube de Ténis do Porto, o sorteio da edição deste ano do Campeonato Nacional Abosluto/Taça Guilherme Pinto Basto, numa cerimónia que contou com a presença do Presidente da Federação Portuguesa de Ténis, Vasco Costa, do Presidente do Clube de Ténis do Porto, Vítor Pereira, e ainda do jogador Hugo Maia.

Quer João Monteiro, primeiro cabeça-de-série, quer Fred Gil, segundo favorito, ficaram isentos da primeira ronda e vão aguardar pelo desfecho do qualifiyng para conhecerem os seus oponentes. Entretanto, Tiago Cação, Francisco Cabral, Luis Faria e Martim Leote Prata, jogadores do Centro de Alto Rendimento Jogos Santa Casa, também vão esperar para saber com quem irão discutir a continuidade em prova.

No sector feminino, Francisca Jorge, campeã em título e que acaba de vencer dois torneios futures ITF em Lousada, é a grande favorita nos courts de terra batida do CTP, tendo como principal rival a sua companheira do Centro de Alto Rendimento Jogos Santa Casa, Maria Inês Fonte, segunda cabeça-de-série. A jovem da Maia irá medir forças na primeira ronda com a colega de treinos, Leonor Oliveira.

Nos primeiros jogos do qualifying masculino, destaque para o triunfo de Gonçalo Falcão sobre Miguel Gomes, por 6-4 e 6-3, de Hugo Maia que superou Tiago Sousa, por 6-1 e 6-0, ao passo que Pedro Araújo levou a melhor sobre Afonso Portugal, por 6-1 e 6-3. Num dos encontros mais aguardados do dia, o algarvio Tomás Luis emininou o primeiro favorito desta fase, André Rodeia, por 3-6, 7-6 (12/10) e 6-1.

Na prova de acesso feminino, Matilde Jorge não deu hipóteses a Madalena Peneda, triunfando por 6-2 e 6-0, enquanto Camila Garcia derrotou Joana Valente, por 6-0 e 6-1.

Consulte TODOS os QUADROS PRINCIPAIS e de QUALIFICAÇÃO.

Apaixonei-me pelo ténis na épica final de Roland Garros 2001 entre Jennifer Capriati e a Kim Clijsters e nunca mais larguei uma modalidade que sempre me pareceu muito especial. O amor pelo jornalismo e pelo ténis foram crescendo lado a lado. Entrei para o Bola Amarela em 2008, ainda antes de ir para a faculdade, e o site nunca mais saiu da minha vida. Trabalhei no Record e desde 2018 pode também ouvir-me a comentar tudo sobre a bolinha amarela na Sport TV. Já tive a honra de fazer a cobertura 'in loco' de três dos quatro Grand Slams (só me falta a Austrália!), do ATP Masters 1000 de Madrid, das Davis Cup Finals, muitas eliminatórias portuguesas na competição e, claro, de 13 (!) edições do Estoril Open. Estou a ficar velho... Email: josemorgado@bolamarela.pt