Carreño Busta bate Djokovic e deixa-o fora do pódio em Tóquio’2020

Por José Morgado - Julho 31, 2021

Pablo Carreño Busta, de 30 anos, viveu este sábado o momento mais importante da sua carreira profissional, ao conquistar a medalha de bronze nos Jogos Olímpicos de Tóquio’2020, logo às custas de Novak Djokovic, número um do ranking mundial.

Num encontro muito intenso, duro e equilibrado de todos os pontos de vista, especialmente por se tratarem de dois jogadores que vinham de derrotas na véspera, nas meias-finais, o espanhol, número 11 do Mundo, conseguiu derrotar o sérvio de 34 anos por 6-4, 6-7(6) e 6-3, em 2h44, depois de até ter chegado a ter um match point para triunfar em dois sets. No final, o espanhol não controlou a emoção, chorando durante largos minutos ainda em campo. Um momento que jamais esquecerá.

Djokovic despede-se dos Jogos Olímpicos sem medalhas em singulares, tal como tinha acontecido em Londres’2012 (também ficou em 4.º lugar) e no Rio’2016 (perdeu na primeira ronda). A sua única medalha continua a ser em Pequim’2008, também de bronze.

José Morgado
Jornalista do Jornal Record e Comentador Sport TV. Ténis 24/7.