Carreño Busta em lágrimas após bater Djokovic rumo ao bronze: «Maior feito da minha vida»

Por Bola Amarela - Julho 31, 2021

Pablo Carreño Busta é um homem muito feliz. Com a medalha de bronze dos Jogos Olímpicos ao pescoço, o espanhol não tem dúvidas em afirmar que este é o momento mais importante da sua vida até agora, ainda por cima depois de levar a melhor sobre Novak Djokovic, número um do mundo, num torneio em que também bateu o vice-líder Daniil Medvedev. Certo é que Carreño ficou de tal forma assoberbado que nem aguentou as lágrimas na hora de falar deste feito tão especial.

“É o maior feito da minha vida, é algo incrível. Depois da derrota de ontem senti todo o apoio e carinho das pessoas. Tinha de dar tudo outra vez e, depois de perder o segundo set, toda a gente pensava que estava feito, mas consegui renascer e isso foi graças a toda a Espanha. Animaram-me, deram-me força e o que senti esta semana foi incrível”, começou por afirmar. “É um bronze. Não consegui dar mais porque dei tudo de mim”, acrescentou.

Na verdade, até é o próprio Carreño Busta admite que chegou a pensar que já não tinha hipóteses de lutar pelo bronze. “Quando perdi o segundo set pensava que isto estava morto. Ganhar ao número um é muito duro, mas depois de perder o segundo set pensava que não dava. Mas no final foi possível. É incrível. Vim cá por uma medalha e custou muito, mas consegui”, confessou, antes de se emocionar. “Isto é para toda a gente. Para a minha namorada, o meu pai, a minha família, Gijón, para toda a Espanha e todos os que me apoiam. Para os meus treinadores, a academia, o meu club, o grupo. Ganhei ao número dois e ao número um e tenho um bronze que…”disse, antes de ficar em lágrimas.

Bola Amarela