Cenas surreais! Final de juniores durou 3h45 e acabou com cadeira de rodas em court

Por Pedro Gonçalo Pinto - Janeiro 29, 2022

Se a final de singulares masculinos do Australian Open for tão dramática e intensa como a de juniores, então aperte o cinto porque vem aí uma viagem sensacional. É que o duelo entre o norte-americano Bruno Kuzuhara e o checo Jakub Mensik assumiu contornos verdadeiramente épicos, ao longo de umas impressionantes 3h45 e a acabar com Mensik a ter de sair de cadeira de rodas do court.

Kuzuhara venceu com os parciais 7-6(4), 6-7(6) e 7-5, com grande destaque para a segunda partida, que durou uns brutais 97 (!) minutos. Com drama constante, o norte-americano ainda salvou um break point quando estava 5-5 no terceiro set, numa fase em que as trocas de bola continuavam brutais e que os dois chegaram a atirar-se para o chão porque não aguentavam mais. Mas o limite foi mesmo quando Kuzuhara fechou o encontro e Mensik colapsou na linha de fundo.

Com enorme desportivismo, o norte-americano de 17 anos correu para socorrer o adversário, de 16, que não se conseguia levantar. Foi mesmo preciso uma cadeira de rodas para tirar Mensik do court depois de uma batalha duríssima e de cortar a respiração do início ao fim.

Pedro Gonçalo Pinto
Comentador Sport TV e ligado ao Jornal Record. Ténis acima de tudo.