Contas à lupa: o que Medvedev precisa para se tornar número um depois do Australian Open

Por Pedro Gonçalo Pinto - Janeiro 29, 2022
medvedev-final
Foto: EPA

Muito se tem falado sobre as hipóteses que Daniil Medvedev tem de se tornar o novo número um do Mundo se conquistar o Australian Open. No entanto, certamente já experimentou visitar sites que atualizam os rankings ao segundo e apercebeu-se de que nenhum tira os 2000 pontos do título que Novak Djokovic conquistou no ano passado em Melbourne Park, o que mantém sempre o sérvio na frente. Ora, nós explicamos tudo sobre esta possível ultrapassagem.

Desde já, dois pontos prévios. Um deles é que os pontos referentes a 2021 só vão cair a 21 de fevereiro, uma vez que a edição do ano passado aconteceu, como bem se recordam, mais tarde devido à pandemia de Covid-19. É por isso que, mesmo que ganhe a final, Medvedev nunca terá pontos suficientes para ultrapassar Djokovic na atualização desta segunda-feira, ainda que a distância seja residual nesse sentido: 11.015 para 10.925.

O outro ponto prévio é que Medvedev só tem hipóteses de ultrapassar nas próximas semanas se conquistar o título diante de Rafael Nadal. Posto isto, vamos às contas! O russo até pode saltar para o topo do ranking uma semana antes de os 2000 pontos de Djokovic saírem da lista. Nesse sentido, Medvedev salta para o trono do ranking ATP se vencer o Australian Open e o ATP 500 de Roterdão, para o qual está inscrito, isto se Djokovic não competir em qualquer torneio nas duas semanas seguintes ao Australian Open: para já, só tem o regresso marcado para o Dubai, a 21 de fevereiro.

Já se Medvedev não for a Roterdão ou qualquer outro torneio nas próximas três semanas, então torna-se número um do mundo no dia 21 de fevereiro se conquistar o título do Australian Open e tanto ele como Djokovic não competirem nas três semanas após o primeiro Grand Slam da temporada. Ou seja, se se sagrar campeão e ambos só competirem na semana de 21 de fevereiro, que é o que está previsto para Djokovic.

Importa ainda dizer que Medvedev tem a possibilidade de se tornar no terceiro russo a liderar o ranking mundial masculino, depois de Yegveny Kafelnikov (número um durante seis semanas em 1999) e Marat Safin (líder durante nove semanas em 2000/01). Além disso, pode tornar-se no primeiro jogador que não se chama Novak Djokovic, Roger Federer, Rafael Nadal ou Andy Murray a sentar-se no trono desde… Andy Roddick, então no início de 2004.

Pedro Gonçalo Pinto
Comentador Sport TV e ligado ao Jornal Record. Ténis acima de tudo.