Cornet revela: «Houve uma epidemia de Covid-19 em Roland Garros e não fizemos testes»

Por Pedro Gonçalo Pinto - Junho 28, 2022
cornet

Com as desistências de Matteo Berrettini e Marin Cilic devido a testes positivos de Covid-19, surge o receio de que um surto afete Wimbledon. Ora, segundo Alizé Cornet, isso já aconteceu em Roland Garros, mas os tenistas concordaram entre si que ninguém ia fazer testes para manter essa situação sem consequências.

“O que ninguém sabe é que em Paris houve uma epidemia de Covid-19 e nós concordámos não fazer testes. Houve grandes jogadores implicados e preocupa-me o que esta informação pode gerar quando se tornar pública”, destacou.

Cornet explicou como tudo se processou. “Krejcikova retirou-se de pares pela Covid-19 e quando vês que todo o circuito está doente, com os mesmos sintomas, com tosse e dor de garganta, podes ter ideia do que se passa. Decidimos não fazer testes para não nos metermos em problemas. Vi companheiras com máscaras em todas as zonas comuns porque tinham a certeza de que tinham Covid e tiveram um espírito cívico”, sustentou.

Por fim, Cornet explica que espera que o “o tempo da psicose” tenha ficado para trás e que os torneios não voltem a impor a testagem.

A Betano tem mais uma grande missão para ti! Faz uma aposta múltipla (3 ou mais seleções) em qualquer jogo de Wimbledon num valor mínimo de 5€ e caso percas a tua aposta recebes 50% do valor da mesma em Aposta Grátis. Ou seja, se apostares 5€, recebes 2,5€; se apostares 20€, recebes 10€.

Se ainda não estás registado, regista-te aqui e ganha um bónus de 50% até 50€ com o teu primeiro depósito!

Pedro Gonçalo Pinto
Comentador Sport TV e ligado ao Jornal Record. Ténis acima de tudo.