Djokovic rendido a Alcaraz: «Não podemos falar dele como o futuro porque já é o presente»

Por Pedro Gonçalo Pinto - Setembro 22, 2022
Foto: EPA

Em Londres para jogar a Laver Cup — e participar na despedida de Roger Federer –, Novak Djokovic foi questionado sobre o que se passou no US Open, onde não teve a oportunidade de participar. Carlos Alcaraz ergueu o troféu e tornou-se no número um mais jovem de sempre, algo que deixou o sérvio rendido.

“Dou-lhe os parabéns pelo que conseguiu. Ganhar tantos encontros em cinco sets com 19 anos… É surpreendente o que conseguiu. Não podemos falar como o futuro porque já é o presente, um autêntico número um do Mundo. É uma grande notícia para o nosso desporto e considero-o uma verdadeira estrela em ascensão”, comentou.

Por outro lado, falou sobre a ausência em Nova Iorque e a possível participação no próximo Australian Open. “Fiquei muito triste por não poder jogar o US Open, mas não me arrependo de nada. Sabia quais seriam as consequências das minhas ações, então aceitei a situação. Não estou habituado a paragens tão longas sem competir, mas é o que há. Quanto à Austrália, não está nas minhas mãos. Estou à espera de notícias que espero que surjam rapidamente sejam positivas”, rematou.

Pedro Gonçalo Pinto
Comentador Sport TV e ligado ao Jornal Record. Ténis acima de tudo.