Elias, Cação e Pedro Sousa lamentam derrotas mas saem com sensações positivas

Por José Morgado - Abril 23, 2022
PEDRO-SOUSA
FOTO: Millennium Estoril Open

Gastão Elias, Tiago Cação e Pedro Sousa, os três portugueses derrotados na primeira ronda do qualifying do Millennium Estoril Open, lamentaram os desaires em dois sets, mas saíram do maior torneio português com sensações relativamente positivas.

GASTÃO ELIAS

“No início o campo estava muito perigoso e por isso não entrámos logo. Acho que foi um bom encontro e senti-me por cima o encontro todo. Senti que estava a controlar, tive chances nos dois sets, no segundo parcial tive break à frente mas num ou dois pontos tudo caiu para o lado dele. Foi estranho”.

TIAGO CAÇÃO

“Feliz por ter tido a oportunidade de ter esta experiência. Dei o meu melhor, tentei jogar de igual para igual mas não comecei bem. Ao início estava a falhar muito e isso ajudou-o. No segundo set motivei-me mais e joguei melhor, mas infelizmente apesar de ter estado perto ele jogou bem nos momentos importantes. Ele está mais confiante naquilo que tem de fazer.”

PEDRO SOUSA

“Ele foi sempre melhor do que eu. No segundo set estive um pouco por cima, mas no geral ele foi melhor e acho que não tive grandes hipóteses. No fim podia ter apertado um pouco melhor, mas ele teve mérito e mereceu. Acho que até fiz um bom jogo.”

José Morgado
Jornalista do Jornal Record e Comentador Sport TV. Ténis 24/7.