Evert, recordista de finais e meias-finais (homem ou mulher) de Grand Slams: «No meu tempo era mais fácil»

Por José Morgado - Outubro 9, 2020
evert

Chris Evert, uma das maiores lendas da história do ténis, está a trabalhar nesta quinzena como comentadora no Eurosport e esta quinta-feira foi confrontada com os seus impressionantes registos em torneios de Grand Slam. A norte-americana, agora com 65 anos, foi uma das dominadoras da modalidade nos anos 80, tendo terminado a sua carreira com 18 títulos, 34 finais (recorde entre homens e mulheres) e 52 meias-finais (recorde entre homens e mulheres).

No Eurosport, Evert teve a humildade — não muito comum nestes grandes campeões — de admitir que as coisas no seu tempo eram bem diferentes. “Tenho de ser honesta e dizer que o ténis era totalmente diferente no meu tempo. Havia menos jogadoras, menos qualidade. Para nós, as top 10, os Grand Slams praticamente só começavam nos quartos-de-final. Era mais fácil.”

Evert tem um dos registos mais incríveis da história do ténis: terminou a sua carreira com um registo de 52-2 em quartos-de-final de Grand Slam, depois de ter vencido os seus 49 primeiros encontros nessa fase da prova em Majors.

José Morgado
Jornalista do Jornal Record e Comentador Sport TV. Ténis 24/7.