Halep ganhou uma nova vida: «Tive medo que as lesões me fizessem deixar o ténis »

Por Nuno Chaves - Janeiro 22, 2022

Depois de um ano de 2021 para esquecer no toca às lesões, Simona Halep parece ter reencontrado uma nova vida mas as feridas do passado não desaparecem.

A antiga número um mundial está nos oitavos de final do Australian Open mas o processo de toda a recuperação continua presente e a romena até confessou ter ficado perto de dizer adeus à modalidade.

“O ponto mais baixo que tive mentalmente foi ver-me exausta, mesmo um pouco assustada pelo tema das lesões. Nunca pensei deixar o ténis, nunca deixei de gostar do ténis, o que duvidei foi se as lesões me iam obrigar a deixar o ténis. Ainda adoro disputar torneios, por isso, agora que estou num bom lugar, prefiro não recordar o que aconteceu no ano passado”, admitiu em conferência de imprensa.

E como se costuma dizer, depois da tempestade vem a bonança. É assim mesmo que Halep se vê. “Vejo-me fresca, a pressão não existe em mim. Tenho expectativas comigo, mas são expectativas positivas, trabalhei muito na pré-temporada. Não tenho lesões, isso ajuda-me a estar bem mentalmente, com muita confiança. No ano passado estava super nervosa, este ano sinto-me mais estável. Continuo nervosa antes dos encontros mas dentro do court estou mais cómoda”, concluiu.

Na luta por um lugar quartos de final do Australian Open, Halep vai ter pela frente uma das surpresas do torneio, Alize Cornet.

Nuno Chaves
Jornalista na TVI; Licenciado em Ciências da Comunicação na UAL; Ténis sempre, mas sempre em primeiro lugar.