Indiano que lamentou ter “900 euros na conta” segue em ascensão e entra no top 100

Por Bruno da Silva - Fevereiro 12, 2024
nagal chennai
Divulgação/Chennai Open

Em setembro do ano passado, Sumit Nagal chamou a atenção para a dificuldade de os jogadores fora do circuito principal se manterem no ténis, dizendo numa entrevista que, apesar do 159.º lugar no ranking mundial naquela altura, tinha apenas “900 euros na conta”. Desde então, porém, ele está numa ascensão constante, tendo mesmo garantido a entrada inédita no top 100 ATP esta segunda-feira!

A jogar em casa, Nagal, 26 anos, enfrentou o jovem Luca Nardi, seis anos mais novo, na final do Challenger de Chennai, em duelo que garantiria um deles no top 100 e que foi vencido pelo indiano com parciais de 6-1 e 6-4.

Que dia emocionante! Feliz por ter entrado entre os 100 melhores. É surreal conseguir isso no meu país. Estou extremamente orgulhoso da minha equipe por trabalhar duro todos os dias e nos dar a chance de estar onde estamos hoje“, escreveu Nagal no X (antigo Twitter).

Leia também:

Vonn deixa mensagem emocionante a Federer: “Digam o que disserem os números, é o GOAT”
Wawrinka explica as diferenças de enfrentar Djokovic, Federer e Nadal
Rybakina não dá chances e conquista segundo título da temporada em Abu Dhabi

Este foi o quinto título de nível Challenger para Nagal, que faturou pouco mais de 18,2 mil dólares. Com isso, ele aparece no 98º lugar do ranking mundial nesta segunda-feira (12).

Iniciei minha carreira no Jornalismo em 2013, ainda como estudante, como redator no portal VAVEL Brasil. Completei minha graduação na Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) em 2017. No ano seguinte, assumi a posição de editor-chefe da VAVEL. Desde 2019, sou repórter do jornal O Município, em Brusque, segundo maior portal de notícias em audiência no estado. Trabalho principalmente na cobertura de política, mas também em geral, esportes, entre outras editorias. Em pouco mais de três anos atuando no jornal O Município, fui reconhecido por três prêmios de jornalismo estaduais. Em 2022, conquistei o prêmio Sebrae e o Fiesc, que é considerado o mais importante do estado de Santa Catarina. Em 2021, venci o primeiro lugar regional e o segundo estadual no prêmio Fapesc de Jornalismo em CTI – Ciência, Tecnologia e Inovação. Desde o início de 2023, assumi como editor da versão brasileira do portal Bola Amarela, referência na cobertura de tênis em Portugal e no Brasil.