Jovem espanhol conta drama que viveu para fugir de Challenger cazaque

Por José Morgado - Março 14, 2020
zapata

Bernabé Zapata, de 23 anos, foi um dos tenistas que viveu o drama de ter de abandonar um torneio — e um país — à pressa durante esta semana, depois de até se ter conseguido apurar para os quartos-de-final do Challenger de Nur-Sultan, no Cazaquistão.

O espanhol contou ao site ‘Punto de Break‘ como se processou o cancelamento da prova em que estava a jogar. “Assim que os jogadores souberam da notícia correram para o Supervisor. Ele confirmou-nos e corremos rapidamente para o aeroporto. Todos os jogadores abandonaram o país nessa noite”, confessou o atual número 220 ATP, que vai somar os pontos referentes aos quartos-de-final do evento.

Zapata não esconde a sua desilusão. “Eram os meus primeiros quartos-de-final da temporada. Estava muito cómodo com as condições. Era indoor hardcourt, num piso que gosto. Estava a sentir-me muito bem e é pena que isto tenha acontecido”.

Bernabé contou ainda a história de outros jogadores que abandonaram rapidamente o país. “Muitos deixaram a prova antes, ou a meio, com medo que fechassem as fronteiras dos seus países. A mim disseram-me que não teria problemas em sair do Cazaquistão, ainda que já nenhum espanhol pudesse entrar. O problema real era para as pessoas que queriam entrar.”

E o que vai fazer com seis semanas sem ténis? “Tenho de falar com o meu treinador e preparador físico. Vou tirar uma semana de férias, descansar e depois treinar em jeito de pré-temporada. Treinar apenas no court durante seis semanas sem torneios é para dar em louco”, desabafou.

Apaixonei-me pelo ténis na épica final de Roland Garros 2001 entre Jennifer Capriati e a Kim Clijsters e nunca mais larguei uma modalidade que sempre me pareceu muito especial. O amor pelo jornalismo e pelo ténis foram crescendo lado a lado. Entrei para o Bola Amarela em 2008, ainda antes de ir para a faculdade, e o site nunca mais saiu da minha vida. Trabalhei no Record e desde 2018 pode também ouvir-me a comentar tudo sobre a bolinha amarela na Sport TV. Já tive a honra de fazer a cobertura 'in loco' de três dos quatro Grand Slams (só me falta a Austrália!), do ATP Masters 1000 de Madrid, das Davis Cup Finals, muitas eliminatórias portuguesas na competição e, claro, de 13 (!) edições do Estoril Open. Estou a ficar velho... Email: josemorgado@bolamarela.pt