Murray deixa garantia: «Se continuar a ver melhorias vou continuar a jogar»

Por Pedro Gonçalo Pinto - Julho 16, 2022

Andy Murray não deixa de lutar. Aos 35 anos, prestes a regressar ao top 50 na atualização desta segunda-feira, o britânico continua a dar tudo em court, sendo que esta semana ficou nos quartos-de-final de Newport, onde perdeu com Alexander Bublik. Um resultado agridoce para o antigo número um do Mundo.

“Claro que quero que os resultados sejam um pouco melhores. Senti que tinha uma boa oportunidade de chegar longe aqui. O facto de o meu corpo se sentir bem e ter muito encontros é importante para mim. Mas foi dececionante”, começou por confessar.

Murray vai agora centrar-se no piso rápido, começando pelo ATP 250 de Atlanta, na última semana de julho, numa preparação que culmina com o US Open. “A temporada de relva teve alguns bons momentos mas outros difíceis. Esta derrota com Bublik e a de Wimbledon foram dececionantes e frustrantes, mas também tive as minhas melhores vitórias em algum tempo em Estugarda. Tive altos e baixos mas evoluí bem no geral. Vou tentar continuar assim no verão em hard court. Se continuar a ver melhoras vou continuar a jogar”, sustentou.

Pedro Gonçalo Pinto
Comentador Sport TV e ligado ao Jornal Record. Ténis acima de tudo.