Murray resignado: «Tive de jogar ao mesmo tempo que três demasiado bons…»

Por Pedro Gonçalo Pinto - Julho 13, 2022

Andy Murray está a competir no ATP 250 de Newport pela primeira vez desde 2006 e a verdade é que muito mudou desde então. Pelo meio, o britânico tornou-se número um do Mundo, ganhou Wimbledon por duas vezes, quase acabou a carreira e agora luta de novo. Tudo memórias que Murray guarda, lamentando apenas… ter tido de lidar com Roger Federer, Rafael Nadal e Novak Djokovic.

REGRESSO A NEWPORT

É muito emocionante regressar a este torneio pela primeira vez desde 2006. Mudaram muitíssimas coisas na minha vida, mas a sensação de me encontrar num sítio histórico para o nosso desporto não mudou. Agora valorizo muito mais tudo o que este evento oferece. Adoro ver a história do ténis e entender o passado deste desporto.

DAR TUDO EM COURT

Cada vez que vou para o court dou tudo porque sei que estou na reta final e nunca se sabe quando tudo pode acabar. Estou muito motivado para continuar a dar tudo e a desfrutar deste desporto.

BIG THREE

Estou muito satisfeito com a minha carreira, consegui coisas que jamais teria imaginado e cumpri sonhos assombros. Mas infelizmente tive de jogar ao mesmo tempo que três tipos demasiados bons… Entre eles ganharam 63 Grand Slams, então é muito complicado, mas ter sido número um e campeão de Wimbledon no meio disso torna tudo ainda mais especial.

Pedro Gonçalo Pinto
Comentador Sport TV e ligado ao Jornal Record. Ténis acima de tudo.