Nadal: «Não creio que este tenha sido o melhor Djokovic de sempre»

Por Nuno Chaves - Junho 11, 2021
foto: EPA

Novak Djokovic ultrapassou numa impressionante batalha Rafa Nadal e garantiu o lugar na final de Roland Garros.

O espanhol passou, pouco depois da derrota, pela sala de imprensa e o seu sentimento era, naturalmente, de desilusão. “Tirando o início foi tudo muito equilibrado e não fui capaz de fazer a diferença. A minha bola não incomodava e o Novak jogou muito profundo, apenas cometeu erros e há que lhe dar o mérito. Sei que posso jogar melhor neste court, dei tudo a nível físico e mental, mas não foi suficiente”, afirmou o número três mundial, que somou apenas a terceira derrota da carreira em Roland Garros.

“Falhei um volei decisivo no tie-break mas são erros que podem acontecer. Joguei contra um dos melhores da história e faltou-me um extra, mas sei que não foi um desastre o meu jogo. Não creio que este tenha sido o melhor Djokovic de sempre. Fez um grande jogo mas faltaram-me coisas”, reforçou.

Nadal admitiu ainda o facto de… ter cada vez menos hipóteses de voltar a vencer em Paris. “Tendo ganho 13 vezes dói-me menos perder, mas é certo que os anos passam e nada é eterno. Sou consciente de que a cada edição vou ter menos possibilidades. Este ano tinha uma importante oportunidade. Não dramatizo muito nas derrotas nem me exalto muito nas vitórias. Tenho de estar preparado para a vitória e derrota porque em cada jogo estamos expostos a estas coisas”, concluiu.

Nuno Chaves
Jornalista na TVI; Licenciado em Ciências da Comunicação na UAL; Ténis sempre, mas sempre em primeiro lugar.