Nicolas Jarry apanha 11 meses de suspensão por doping

Por José Morgado - Abril 20, 2020

Nicolas Jarry, chileno que passou pelo top 50 e ocupava atualmente o 89.º lugar do ranking ATP, ficou a conhecer esta segunda-feira a extensão da sua suspensão por violação de um controlo antidoping. O tenista de 24 anos, que estava suspenso provisoriamente desde janeiro e a aguardar julgamento, foi afastado da competição por 11 meses (a partir de 16 de dezembro, pelo que poderá voltar a competir na semana de 15 de novembro deste ano.

O número dois do Chile testou positivo a dois tipos de esteróides e, ainda que tenha conseguido provar que a toma foi involuntária e teve origem numas vitaminas contaminadas produzidas no Brasil, a Federação Internacional de Ténis considerou que houve irresponsabilidade e negligência da parte do chileno, pelo que ele tem de cumprir na mesma uma pena de suspensão de 11 meses, que acaba por ser menos grave tendo em conta que o ténis até pode nem sequer voltar durante a sua suspensão.

Jarry já reagiu à suspensão em comunicado. “Consegui provar a minha versão, mas aceitei com humildade 11 meses de suspensão. Continuar este processo iria arrastar o meu desgaste e afetar ainda mais a minha carreira desportiva. Agradeço a todos aqueles que me apoiaram neste processo”, confessou Jarry, que deixou uma mensagem emocionada onde reflete sobre a importância deste episódio na sua vida.

https:\/\/bolamarela.pt//bolamarela.pt//twitter.com/NicoJarry/status/1252260620558368769

Este caso de Jarry é em tudo semelhante ao da brasileira Beatriz Haddad Maia, que foi suspensa exatamente pela mesma razão e durante o mesmo período de tempo.

José Morgado
Jornalista do Jornal Record e Comentador Sport TV. Ténis 24/7.