Primeiro ministro diz que expulsão de Djokovic respeita os ‘sacrifícios dos australianos’

Por José Morgado - Janeiro 14, 2022

Scott Morrison, primeiro-ministro da Austrália, reagiu esta sexta-feira à nova deportação de Novak Djokovic, lembrando todas as dificuldades que o povo australiano tem vivido nos últimos anos por causa da pandemia do novo covid-19.

“Esta pandemia tem sido muito dura para todos e temos de estar juntos na tentativa de continuar a salvar vidas. Juntos tivemos uma das menos taxas de mortalidade, um dos maiores crescimentos e taxas de vacinação do Mundo. Os australianos fizeram muitos sacrifícios durante estes dois anos e desejam que esses sacrifícios sejam respeitados”, pode ler-se no comunicado enviado às redações pelo dirigente australiano.

É de prever que Djokovic volte a recorrer da decisão e a disputa legal se arraste até domingo (ou segunda-feira) para que no limite ainda consiga competir, mas o Governo poderia depois recorrer do apelo do líder mundial.

OFICIAL. Novak Djokovic é novamente DEPORTADO da Austrália

José Morgado
Jornalista do Jornal Record e Comentador Sport TV. Ténis 24/7.