Rybakina teve gesto incrível para com as crianças do seu país

Por José Morgado - Março 28, 2023

Elena Rybakina, número sete do Mundo e campeã de Wimbledon, revelou esta segunda-feira, um bonito gesto que teve para com os jovens do Cazaquistão logo após a conquista do torneio de Wimbledon no meio do ano passado. Cazaque nacionalizada, mas nascida na Rússia, Elena destinou cerca de 77 mil dólares para 14 jogadores juniores do Cazaquistão.

APOIO AOS JOVENS

“Tínhamos planeado fazer isso antes, mas com todas as viagens e a minha agenda não foi fácil para nós, então precisámos de um pouco mais de tempo. Era algo que eu queria fazer há muitotempo, queria retribuir o apoio e financiamento que eles me deram depois de obter bons resultados. A Federação do Cazaquistão ajudou-me, principalmente no início da minha carreira. É a minha maneira de agradecer. Temos jogadores juniores muito bons e eles precisam de apoio, como todos. Espero que possamos vê-los no circuito em breve”

Rybakina voa para 11.ª vitória seguida e mantém sonho do Sunshine Double

ENCONTRO FRENTE A MERTENS

“Não tenho certeza se melhorei o meu nível, sinceramente. Estou feliz pelo facto de o encontro ter sido resolvido em dois sets, pois foi um duelo muito difícil. A Elise é uma adversária muito dura e não foi nada fácil. Estou satisfeita.”

DIFÍCIL PASSAR DE INDIAN WELLS PARA MIAMI

“Eu diria que a adaptação de Indian Wells para Miami é muito, muito complicada. As condições são completamente diferentes, a bola também é diferente, aqui tem mais humidade. A viagem não é fácil, são quatro horas, tem que se mudar de fuso horário… não é fácil. Tento lidar com isso, sentir meu têéis. Hoje foi o primeiro dia em que acordei num horário normal, até agora meus dias começavam às 12 horas.”

  • Categorias:
  • WTA
Apaixonei-me pelo ténis na épica final de Roland Garros 2001 entre Jennifer Capriati e a Kim Clijsters e nunca mais larguei uma modalidade que sempre me pareceu muito especial. O amor pelo jornalismo e pelo ténis foram crescendo lado a lado. Entrei para o Bola Amarela em 2008, ainda antes de ir para a faculdade, e o site nunca mais saiu da minha vida. Trabalhei no Record e desde 2018 pode também ouvir-me a comentar tudo sobre a bolinha amarela na Sport TV. Já tive a honra de fazer a cobertura 'in loco' de três dos quatro Grand Slams (só me falta a Austrália!), do ATP Masters 1000 de Madrid, das Davis Cup Finals, muitas eliminatórias portuguesas na competição e, claro, de 13 (!) edições do Estoril Open. Estou a ficar velho... Email: josemorgado@bolamarela.pt