Tsitsipas e os warnings por coaching: «Os árbitros perseguem-me há muito tempo»

Por José Morgado - Janeiro 29, 2022
tsitsipas

Stefanos Tsitsipas, número quatro do Mundo, foi eliminado esta sexta-feira nas meias-finais do Australian Open diante do russo Daniil Medvedev, num encontro em que o grego de 23 anos voltou a levar um warning do árbitro de cadeira, o espanhol Jaume Campistol, devido a indicações dadas pelo seu pai, Apostolos Tsitsipas. Medvedev denunciou as atitudes do pai do helénico — e perdeu mesmo a cabeça — e Campistol acabou por recorrer ao apoio da árbitro grega Eva Asderaki, que foi colocada numa posição estratégica para perceber o que se estava a passar. Tsitsipas, assegura, tem sido perseguido.

“Não ouvi nada daquilo que o meu pai disse. Num estádio tão grande e com tanta gente a grita, é impossível ouvir o que ele diz. Os árbitros não percebem que eu não ouço nada. A última coisa que quero é alguém que me diga o que devo ou não fazer em campo. Estou habituado a levar warnings. Os árbitros perseguem-me há muito tempo por causa deste assunto. Que posso dizer mais?”, questionou o grego, assegurando-se inocente.

Medvedev perde a cabeça por causa do pai de Tsitsipas: «És estúpido? Olha para mim!»

José Morgado
Jornalista do Jornal Record e Comentador Sport TV. Ténis 24/7.