US Open: Brady elimina campeã de 2016 Kerber e está nos ‘quartos’ de um Grand Slam pela 1.ª vez

Por Tiago Ferraz - Setembro 6, 2020
brady

A tenista norte-americana Jennifer Brady está nos quartos de final de um Grand Slam pela primeira vez na carreira depois ter vencido, este domingo, a campeã de 2016 do US Open Angelique Kerber por 6-1 e 6-4.

A primeira partida foi de sentido único uma vez que foi totalmente dominada por Jennifer Brady, que venceu todos os seus jogos de serviço e com dois breaks consecutivos, nos quarto (3-1) e sexto jogos (5-1) teve serviço na mão para vencer a primeira partia com um 6-1 a seu favor.

No segundo set, Angelique Kerber foi logo ‘apertada’ no primeiro jogo de serviço, sofreu o break, mas respondeu com o contra break  logo a seguir (1-1).

Ainda assim Jennifer Brady esteve intratável, voltou a quebrar o ‘saque’ da germânica, desta vez em ‘branco’ (2-1), e serviu para fazer o 3-1.

A norte-americana pediu a assistência do fisioterapeuta a 3-2 e reapareceu com a coxa esquerda ‘ligada’, sentiu dificuldades e enfrentou dois pontos de break a 15-40, mas saiu da situação complicada com uma combinação ‘serviço-direita’ fabulosa e depois conseguiu mesmo chegar ao 4-2 para ficar a dois jogos da vitória.

No oitavo jogo Brady enfrentar dois break points, mas prevaleceu com a ajuda de um potente serviço e uma direita que derrete qualquer apaixonado pelo ténis (5-3), deixando Kerber a servir para se manter no encontro: a alemã sentiu a pressão do momento, enfrentou um match point, mas deu a volta e reduziu para 5-4.

Jennifer Brady teve a responsabilidade de servir para a vitória no encontro e para fazer história ao atingir os primeiros quartos de final de carreira em torneios do Grand Slam e venceu mesmo o set e o encontro com um 6-4 a seu favor.

No encontro de acesso às meias-finais Jennifer Brady vai medir forças com a vencedora do encontro entre Yulia Putintseva e Petra Martic.

 

Tiago Ferraz
Jornalista de formação, apaixonado por literatura, viagens e desporto sem resistir ao jogo e universo dos courts. Iniciou a sua carreira profissional na agência Lusa com uma profícua passagem pela A BolaTV, tendo finalmente alcançado a cadeira que o realiza e entusiasma como redator no Bola Amarela desde abril de 2019. Os sonhos começam quando se agarram as oportunidades.