Zverev junta-se a clube de luxo onde só entra o Big Three e… Sampras

Por Pedro Gonçalo Pinto - Maio 8, 2022

Alexander Zverev chegou a Madrid numa enorme crise de confiança motivada por problemas fora do court e um péssimo resultado em Munique dentro dele. No entanto, o alemão redescobriu o seu ténis na capital espanhola e está de regresso à final de um Masters 1000, algo que faz pela décima vez na carreira, isto com 25 anos.

A verdade é que, com este feito, o número três mundial garante desde já a entrada num clube altamente restrito onde só podem passar pela porta os membros do Big Three e Pete Sampras. Em causa está o facto de alcançar pelo menos cinco finais em duas superfícies diferentes em torneios Masters 1000.

Ora, Novak Djokovic (54), Rafael Nadal (53) e Roger Federer (50) estão muito à frente da concorrência, surgindo depois Pistol Pete, que alcançou 13 finais em piso rápido, uma em terra batida e cinco em carpete, uma superfície que já não é utilizada nos dias que correm. Já Zverev tem cinco em cada, indo à procura do sexto título a este nível. Para tal, terá de bater Carlos Alcaraz.

https:\/\/bolamarela.pt//bolamarela.pt//twitter.com/OnlyRogerCanFly/status/1523079374601433089?s=20&t=AR9CFrvPgjUyCJN_XZ7P7A

Pedro Gonçalo Pinto
Comentador Sport TV e ligado ao Jornal Record. Ténis acima de tudo.